O professor é uma figura de conhecimento e a web2.0 é uma base enorme de conhecimento. A evolução da sociedade da informação torna imprescindível que estas duas fontes de informação se unam e participem conjuntamente na aprendizagem dos alunos. É aqui que entra o conceito do professor2.0, um docente que além de ensinar, guia o aluno no processo de aprendizagem e o ajuda a aproveitar das vantagens que oferecem as novas tecnologias.

Mas às vezes, os professores não estão o suficientemente informados dos recursos que oferece a web. Existem plataformas que oferecem cursos de formação em tecnologia para professores e centros que dispõem de programas especializados em web2.0 e novas tecnologias. A internet converteu-se em uma grande ferramenta de aprendizagem que inclusive oferece uma metodologia própria: o e-learning.

As tecnologias educativas na aprendizagem

A integração das TIC em colégios [, escolas] e universidades tem duas vantagens principais: por um lado enriquece a aprendizagem e por outro, motiva ao aluno através de ferramentas atraentes mediante as que aprende e se diverte. Como professor, tens muitíssimas ferramentas ao teu alcance para fazer das tuas aulas, um espaço no qual se combine diversão e formação.

Através de sites como o Instituto de Tecnologias Educativas poderás consultar tudo relacionado com formação para professores em novas tecnologias, recursos educativos ou os elementos que deve ter uma escola2.0. Pela nossa parte, indicamos-te alguns recursos tecnológicos que podes incluir nas tuas classes ou propor ao teu centro de estudos:

– Joomla!: se falamos de site e educação, o Joomla é uma das plataformas por excelência. Trata-se de um gestor de conteúdos muito útil na hora de gerir comunidades educativas, facilidade de uso, aspecto profissional do seu site, fez com que se converte-se na aplicação preferida para muito centros educativos, além dos milhões de webmasters em todo mundo que estão a desenvolver o seu portal.

– Repositórios de conteúdos educativos: existem sites que agrupam em um só local, multidão de recursos para professores. Um dos melhores exemplos é o Projeto Agrega, uma base interessante de material didático para professores.

– Projectos colaborativos: o melhor da Internet é que te permite comunicar com qualquer pessoa desde qualquer parte. No âmbito da educação existem projetos colaborativos em que escolas e universidades de diferentes países compartilham recursos. Um deles é o eTwinnings, no qual participam professores de 32 países europeus. Centros, professores, equipas directivas e outros membros da comunidade escolar podem compartilhar ideias, dúvidas e inquietudes e trabalhar em projetos em comum.

– Recursos audiovisuais: os vídeos educativos são outro recurso muito útil para o ensino. Desde qualquer vídeo com conteúdo relacionado com a matéria até canais especializados em educação, os professores têm muito onde eleger na rede. Por exemplo, o canal Utubersidad é um site latino americano no qual se mostram conteúdos educativos em áreas como a física, a geografia, o direito, a economia, etc.

Inclusive Youtube dedicou um espaço para os vídeos educativos: trata-se de Youtube EDU, um canal no qual as próprias universidades e escolas disponibilizam conteúdos relacionados com o mundo da educação.

– Buscadores “educativos”: Google também pretende dedicar recursos ao mundo educativo através de uma loja on-line de aplicações educativas. Embora ainda não se saiba muito, a loja oferecia aplicações de terceiros, aos utentes de Google Apps. Não podemos esquecer que esta plataforma já oferece o seu suporte de forma gratuita aos centros educativos.

Que precisas para ser um professor 2.0?

Ser um professor 2.0 implica abrir a tua mente a uma nova metodologia de aprendizagem. Existem certas ferramentas e certas atitudes que deverás assumir se queres implantar esta nova metodologia nas tuas aulas. Damos-te algumas pautas para que os teus ensinamentos se adaptem às novas tecnologias:

Aprende a manejar os recursos educativos básicos que oferece a rede: antes de ensinar deves ser tu o que aprenda a manejar as novas tecnologias. Muitas vezes, os alunos têm um conhecimento da Internet muito superior aos seus professores, em grande parte, porque nasceram na rede. Isto não implica que devas estar todo o dia na Internet, mas sim aprender a manejar ferramentas educativas específicas. Compartilhar documentos com GoogleDocs, conhecer recursos educativos como vídeos ou apresentações tipo Slideshare, participar em comunidades on-line, utilizar o RSS. No nosso artigo “kit básico para um professor 2.0” explicamos-te o que deves saber.

Motiva os teus alunos com as novas tecnologias: só por si, a Internet oferece ferramentas atraentes, divertidas e que farão da aprendizagem algo bem mais ameno. É importante descobrir a necessidade de procurar informação adicional. Se alimentas o seu interesse pela matéria, a Internet dar-lhes-á todas as facilidades para encontrar a informação que procuram e fará com que assimilem os conhecimentos de uma forma bem mais fácil.

Segue disposto a aprender a cada dia: a rede nunca para e continuamente surgem novos programas, aplicações, ferramentas. Por isso é necessário que estejas informado dos novos recursos educativos que vão saindo. Como professor, deves estar disposto a aprender mais que ninguém para depois transladar os teus conhecimentos aos teus alunos.

 

[Tradução: Bento Oliveira]

© Fonte: http://noticias.iberestudios.com/el-aula-digital-y-las-tic-conviertete-en-un-profesor-2-0/

Anúncios