Entendemos por formação virtual aquela modalidade de formação à distância não presencial ou semipresencial que utiliza uma metodologia específica baseada nas novas tecnologias de informação e a comunicação. Tem como objectivo adaptar às necessidades e características de cada um dos seus formandos, facilitando a interação e o intercâmbio de conhecimentos entre eles, mediante a utilização de novas tecnologias e em especial, de internet.

Os campus virtuais, as aulas virtuais, as bibliotecas electrónicas, as técnicas de autoaprendizagem ou as videoconferências são algumas das ferramentas de trabalho que definem a forma de aprendizagem e ensino do formando e do formador. A formação virtual nasce com a intenção de mudar a estrutura educativa tradicional, criando uma nova cultura de aprendizagem que promova um conhecimento intuitivo, construtivo, criativo e crítico, possibilitando assim o acesso à formação a pessoas que, por diferentes razões e/ou motivações, não podem, ou não querem, formar-se por outras modalidades de aprendizagem.[…]

Em qualquer caso não podemos manter à margem deste novo canal que permite, para o formando interessado em formação, aceder desde o seu posto de trabalho a qualquer curso e realizar no horário que melhor se ajuste às suas necessidades; e para o orador, chegar a todo mundo com uma simplificação de custos e sem necessidade de despregar equipas nem percorrer distâncias que não sejam virtuais.

Fonte

[Tradução: Bento Oliveira]