Os chefes são nomeados, os líderes surgem. Não é o mesmo ser o chefe de um grupo que ser seu líder. Estas recomendações ajudam um chefe a ser um bom líder da sua equipa:

Respeita diferenças de personalidade e diferenças de habilidades. Nem todas as pessoas têm as mesmas competências, por isso não pode exigir o mesmo rendimento a cada um dos membros de uma equipa. Um bom líder deve conhecer as competências de cada integrante da sua equipa e tem que ser capaz de determinar quanto pode esperar de cada um.

Reconhece a contribuição de cada membro da equipa. Cada um contribui à sua maneira, mas deve contribuir. Uma vez que se tenha alcançado o objectivo de grupo, o líder deve reconhecer e assinalar a contribuição que tenha feito cada um. Dessa forma cada pessoa não só estará contente pelo grupo, mas também se sentirá motivada pelo seu aporte individual.

Procura os aspectos positivos. Ao dirigir um grupo muitos preocupam-se em apontar e castigar os erros com o propósito de evitar que se repitam. Esta atitude desmotiva fortemente uma equipa de trabalho e gera desconfiança para com o chefe. Um bom líder preocupa-se, por outro lado, em destacar, em privado e em público, os trabalhos que foram bem realizados.

Avalia a auto-estima das pessoas. Todas as pessoas querem sentir-se valiosas. Um bom líder preocupar-se-á que na sua equipa cada um se sinta valorizado e importante. O líder deve dar-se tempo para escutar a sua equipa. É importante que as tarefas que se delegam a cada um estejam de acordo a suas capacidades. Se estas são muito complexas para as competências da pessoa, esta se sentirá incapaz. Por outro lado, se a tarefa está muito abaixo das suas competências, a pessoa sentir-se-á subutilizada e subvalorizada.

Respeita as confidências. Preocupa-se por que exista uma boa e fluente comunicação na equipa, e para alcançar isso deve existir um ambiente de confiança entre todos. Se um dos integrantes da equipa se sente traído, se alguém torna pública uma informação que lhe foi confiada em privado, deixará de confiar no seu chefe ou nos seus companheiros. Isso afectará as comunicações para o grupo e inclusive a auto-estima da pessoa.

Apoia os seus companheiros. Um bom líder deve ser visto em certas situações como mais um integrante da equipa pelos seus companheiros. Ajuda a uma boa liderança que o chefe seja capaz de apoiar também os seus companheiros nos problemas pessoais de cada um.

Pratica a empatia. Para manter uma boa relação com a sua equipa, o líder deve ser capaz de entender as motivações, preocupações e temores de quem trabalha com ele. O líder deve ser capaz de colocar-se no lugar da outra pessoa, pois só assim compreenderá os sentimentos do outro. Na medida que alcança dita empatia, saberá como motivar adequadamente cada um e como apoiá-lo nas suas preocupações e temores.

Vai do dito ao feito. Um líder deve predicar e praticar. Por exemplo, se lhe pede um esforço extraordinário à sua equipa para terminar uma tarefa urgente, não pode ser o primeiro a ir-se embora, se afirma que terá uma política de portas abertas, a porta de seu escritório deve estar aberta para todos os seus companheiros. Se não é assim, perderá a credibilidade e a confiança da sua equipa.

Por Jose Esterkin

[Tradução de Bento Oliveira]