Ser professor deverá ser sinal de contínua aprendizagem, de contínua formação, de contínua descoberta.

Nesse contínuo aperfeiçoamento, dei comigo a pensar em trabalhos de grupo e/ou individuais. Se me mandarem fazer um trabalho, eu quero que as perguntas seja, efectivas: O QUÊ? / PARA QUÊ / COMO? / QUEM? / QUANTO?

Assim poderei apresentar as razões efectivas:

a) o que é, exactamente, o que eu tenho que fazer?;

b) Para quê fazer isso? Traz algum benefício, é importante para mim, traz alguma mais valia?;

c) Como devo fazer: eu preciso de todos os detalhes e precisão possível;

d) Quem colaborará comigo? A quem devo prestar contas? Quem é o responsável

e) Quanto tempo tenha para entregar?

Tudo isto é senso comum, mas como o senso comum não existe, porque cada pessoa tem o seu próprio mundo de interpretação: PERGUNTE COM PRECISÃO.

Fonte

Anúncios