Deus far-te-á entrar no seu celeiro quando tu te tiveres feito e amassado pelos seus actos, porque o homem, vê tu, demora a nascer.
Antoine de Saint-Exupéry (1900-1944)
Anúncios